Perto de mim:





Compartilhe Pensando em começar seu negócio próprio? Veja nossas dicas! no whatsapp

Pensando em começar seu negócio próprio? Veja nossas dicas!

Blog

Não é novidade para nenhum brasileiro que estamos enfrentando um momento de crise muito profunda de caráter político e econômico — especialmente no que se refere aos postos de trabalho reduzidos gerando uma intensa diminuição no número de empregos formais. Devido esta situação, algo muito específico sofreu uma alteração nos últimos anos: cresceu substancialmente o número de empreendedores no país.



Talvez em algum momento da sua vida você já tenha se reconhecido em uma dessas situações mencionadas acima e provavelmente sentiu um desejo de investir em seu negócio próprio. No entanto, nem tudo é tão simples quanto possa parecer. Iniciar uma microempresa exige um planejamento bem elaborado. Afinal, são tantos custos e processos burocráticos que o sucesso do seu estabelecimento depende exclusivamente disso.



No post de hoje traremos para você informações importantes para que consiga se organizar corretamente para iniciar o seu próprio negócio sem surpresas desagradáveis e, quem sabe, superar a crise de emprego que têm vivido. Continue sua leitura e tire todas as suas dúvidas. Confira!



Antes de tudo, defina seu modelo de negócio próprio?



Antes de começar a investir seu dinheiro, é imprescindível que você conheça qual a realidade do seu plano de negócios. Os custos e as chances de sucesso passam diretamente pela sua capacidade de conseguir transformar uma ideia em uma empresa de sucesso.



Existem inúmeras opções de empreendimentos de custos baixos, como o marketing digital. Poder trabalhar a partir de qualquer lugar desde que tenha acesso a um computador ou smartphone com acesso à internet oferecendo serviços virtuais pode reduzir quase todos os custos de manter uma empresa em funcionamento.



Assim sendo, esse é o primeiro passo para iniciar o seu trabalho. Nem todos os custos se aplicam a todos os nichos de negócio. Por isso, você precisa definir a sua área de atuação para conhecer todos os processos que se aplicam ao seu empreendimento, ou seja, dependendo do que escolheu investir, os custos serão muito variáveis.



Mas, afinal, quanto custa para abrir um negócio?



Devemos entender que os custos são específicos para cada tipo de empreendimento e isso não depende do seu tamanho. Assim, esse planejamento vai te auxiliar a obter os números exatos para iniciar o seu empreendimento e determinar o financiamento necessário para colocar o negócio em prática.



A seguir, nós separamos algumas despesas que são comuns nas jornadas comerciais. Veja:



Local de trabalho



Se você decidir trabalhar em casa, poderá evitar os custos com o espaço externo como um escritório. No entanto, se deseja iniciar um empreendimento que exija uma loja física ou caso você pretenda receber clientes, será necessário disponibilizar um espaço específico para este fim. Você pode fazer isso por meio da compra ou aluguel de um espaço. Além disso, pode inclusive encontrar um coworking.



Suprimentos e matéria-prima



Quando você planeja montar um comércio, um dos maiores custos para começar seu negócio é o estoque que precisa ser adquirido. Descobrir o quanto será necessário adquirir para obter um equilíbrio financeiro pode fazer toda diferença.



Assim, seguindo esta lógica, quanto maior for a necessidade de suprimentos e matéria-prima, maiores serão os seus custos iniciais. A nossa dica é que você procure produzir sempre com o menor estoque o possível e, a partir disso, aumente gradativamente a sua produção, enquanto aumenta o seu fluxo de caixa.



Equipamentos e maquinários



Esse quesito é muito importante para todas as empresas. O desafio de todo empreendedor é se destacar entre os seus concorrentes e para isso, é fundamental dominar as tecnologias que estão em constante evolução e, contar com equipamentos que te auxiliem a alcançar este objetivo.



Ao passo que novas empresas vão surgindo, os clientes estão cada vez mais exigentes e em busca de soluções inovadoras. Assim, investir em bons equipamentos e maquinários pode maximizar a sua produtividade e permitir que atinja suas metas de produção e comércio. Além disso, é possível reduzir o seu custo de produção, otimizando o seu desempenho.



Portanto, liste as máquinas e equipamentos e defina o valor dos custos observando sempre a qualidade do serviço ofertado para que assim, a sua inovação resulte na atração de novos clientes e isso aumente a sua margem de lucro. Você ainda poderá por formas de adquirir toda essa estrutura com um desconto maior pagando a vista ou ainda encontrando boas opções seminovas.



 



Concluindo, você terá muitos custos para manter o seu negócio próprio em funcionamento pleno e adequado. Administrar uma companhia é, portanto, uma tarefa muito difícil se não houver um planejamento adequado. Por isso, para que o seu projeto cresça saudavelmente é fundamental seguir todos os cuidados que citamos neste texto.



O que você achou deste texto sobre como iniciar o seu negócio próprio? Despertou o seu interesse em aprofundar o conhecimento neste assunto? Então, deixe seu comentário logo abaixo e compartilhe conosco todas as suas dúvidas.